Publicidade e Propaganda

Colegiado Informa #142

31/05/2016

colegiado142

Colegiado Informa #142

Professor Elton Antunes e professor Muniz Sodré na palestra de abertura. Foto: Pâmela Ribeiro

Professor Elton Antunes e professor Muniz Sodré na palestra de abertura.
Foto: Pâmela Ribeiro

O Encontro Nacional das Escolas de Comunicação começou antes do início. A inquietação embrionária retoma meados de 2015. Surgiu diante das incertezas provocadas pela constates alterações nos currículos dos cursos de Comunicação nos últimos anos. O impacto de “novas” tecnologias de informação e a exigência de novos perfis profissionais trouxeram questões prementes, transpassadas pelo compromisso com o desenvolvimento de uma comunicação plural, que mira o engendramento de uma sociedade democrática e inclusiva. Nos dias 24 e 25 de maio de 2016, questionamentos e indagações tornaram-se evento.

O Teatro João Paulo II recebeu público além do recorrente. Professores e alunos compartilharam cadeiras com representantes de 23 Universidades de todo país. A abertura foi conduzida ao som do Rock ‘n’ Roll. O grupo “What the Hell”, de nome convenientemente afinado com o atual momento político, acendeu ânimos, despertou ouvidos e, até mesmo, ergueu cartazes. Professores da FCA não deixaram de manifestar descontentamentos em palavra escrita. A hashtag “Fora Temer” fez tanto barulho quanto as baterias.

Muniz Sodré, professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, proferiu a palestra de abertura. A sutileza de suas ponderações conseguiram ser mais pungentes que as cordas da guitarra.

O comunicador tem papel crucial na dinâmica social. É responsável por instituir narrativas, legitimar culturas, fomentar embates e tornar realidades visíveis. Em um cenário de valorização da prática, do funcional, do urgente e do atual, o desafio do comunicador fica a cargo da reflexão. Pensar demanda tempo. Um tempo que o atual momento de efervescência tecnológica parece não ter. A comunicação midiática, tão íntima do factual, nem sempre se apresenta disposta a reflexão. A aceleração que nos é imposta impede a reflexão, inibe a construção de conhecimento, empobrece a riqueza mental e torna insosso o sutil gosto que a vida oferece. Sodré avulta, portanto, o imprescindível papel das escolas de comunicação. Diante de um reordenamento global financeiro e mercantil, que determina e configura a produção de conteúdo midiático, cabe à academia questionar esses moldes e engendrar formas de romper com a lógica que empobrece a construção narrativa do mundo que nos cerca.

Foto: Lucas Guerra

Foto: Lucas Guerra

O professor da Universidade Federal de Minas Gerais, Elton Antunes, concluiu a abertura expandido horizontes de discussões possíveis. Problematizou a relação entre ensino e processos de aprendizagem, questionou as formas de lidar com a pluralidade de atores, considerou os engessamentos impostos pelas novas diretrizes curriculares. Reclamou pelo protagonismo do estudante em seu processo de aprendizagem e exaltou uma formação universitária que mire além do objetivo simplista de se conseguir um emprego.

Foto: Lucas Guerra

Foto: Lucas Guerra

As ponderações de Elton foram desdobradas nas mesas que seguiram. Na sala multimeios do prédio 13, foram estabelecidas discussões em torno dos temas Competências e currículos, Estágios obrigatórios, Novas possibilidades de trabalho na comunicação e Formação e práticas extensionistas. Ao final do encontro, na tarde do dia 25, foram discutidas as resoluções do evento.

Destacou-se que, no que tange à formação na área da Comunicação Social em seus cursos, agora autônomos, a importância e a manutenção de valores humanísticos se coloca como prioridade, visando a construção permanente de uma sociedade democrática e inclusiva.

Foi apontada a importância de uma discussão ampla sobre os currículos, envolvendo profissionais do mercado, professores, discentes e funcionários, sem negligenciar a diversidade brasileira em seu amplo escopo, desde a cultural, de gênero, ambiental e até mesmo tecnológica.
Da mesma forma que a prática profissional, ressaltou-se que o fazer reflexivo e prático da pesquisa deve ser estimulado logo no começo do curso, como movimento fundamental no processo de formação. Nota-se a necessidade do cuidado metodológico na formalização básica da pesquisa realizada pelo discente, com respeito ao escopo conceitual do campo que se pretende estudar.

Foi destacada a imperatividade de uma maior inserção da Extensão, entendida não como um mero terceiro item do tripé Ensino/Pesquisa/Extensão, mas valorizada enquanto o próprio vetor articulador dessas dimensões e que propicia a experiência de lidar pedagógica e proativamente com o diferente e com o diverso.

Foto: Amanda Koide

Foto: Amanda Koide

O estágio obrigatório foi um ponto desafiador. Em torno das configurações de relação entre mercado e escola, os presentes externaram preocupação primordial ante a crise de modelos hegemônicos, que não é só econômica, mas principalmente gerencial e política e que pode comprometer, como de fato compromete, o exercício pleno e democrático da informação no Brasil. Novas formas de empreendedorismo, que ainda estão sendo pensadas, são colocadas como alternativa a esse cenário.

Foto: Davi França

Foto: Davi França

Por fim, os presentes também externam sua angústia e preocupação com o momento presente vivenciado no país, em especial no tocante aos rumos, ou à falta de clareza deles, do ministério e da educação brasileira. A troca de conhecimentos e de perspectivas para enfrentar mudanças e para lutar por uma formação democrática se mostra como movimento fundamental e indispensável no contexto em que se vive. É o que permanece como desafio.

 

Encontro Nacional de Escolas de Comunicação – Faculdade de Comunicação e Artes PUC Minas

30/05/2016

Fernando Almeida – Coordenador de Publicidade da Faculdade Metodista de São Paulo

Valéria Said – Representante do Sindicato dos Jornalistas

Encontro Nacional de Escolas de Comunicação – Conferência de abertura com Muniz Sodré

24/05/2016

muniz

Confira a palestra de abertura do Encontro Nacional de Escolas de Comunicação com o professor Muniz Sodré, que abordou o tema Desafios para uma mídia democrática no século XXI. A conferência de Sodré marcou a abertura do evento na manhã desta terça-feira no teatro João Paulo II, no campus Coração Eucarístico. As atividades continuam na tarde de hoje e durante a quarta-feira (25/05), na Faculdade de Comunicação e Artes, onde acontecem diversas mesas de debate entre profissionais da área de comunicação.

O Encontro Nacional das Escolas de Comunicação, é realizado através de parceria da PUC Minas com a UFMG e tem como tema os Desafios da Formação em Comunicação. O objetivo do encontro é analisar o papel da escola de comunicação desde a formação profissional – contemplando competências, currículo, estágio e demandas do mercado de trabalho – às práticas extensionistas, de pesquisa e ensino. Reconhecidos profissionais da área de comunicação irão traçar, a partir das mesas de debate, o perfil do profissional capaz de aliar o domínio da técnica com os valores éticos e pensamentos críticos. O evento é voltado para professores e coordenadores de cursos e acontece no dia 24 e 25 de maio na Faculdade de Comunicação e Artes, campus Coração Eucarístico.

Programa: Especiais
Postado em: 24 de maio de 2016
Encontro Nacional das Escolas de Comunicação – Conferência de abertura com Muniz Sodré
Produção: Faculdade de Comunicação e Artes
Gravação: Laboratório de Áudio (campus Coração Eucarístico)

Encontro Nacional de Escolas de Comunicação 2016

24/05/2016

encontronacional

Colegiado Informa #141

23/05/2016

Colegiado Informa #141

  • Afinal, o que são os media?
  • Encontro de Comunicação
  • D.A. JoMiS promove debate sobre democracia
  • 2ª mostra de cinema

 

Colegiado Informa #140

16/05/2016

Colegiado Informa #140

  • FCA 45 anos – depoimento da professora Maura Esutáquia
  • Assembleias Gerais do Diretório Acadêmico
  • Curtas Universitários
  • Vote para o Projeto Providência
  • Presidente da Rádio Inconfidência é entrevistado por alunos de Jornalismo

 

Encontro Nacional de Escolas de Comunicação: Desafios da Formação em Comunicação

13/05/2016

Texto_Online

ONLINE-ENCONTRO2

Debate Diretor(a) da FCA

09/05/2016

DebateCartaz

Colegiado Informa #139

06/05/2016

Colegiado Informa #139

  • Alunos de Jornalismo ganham prêmio de Reportagem
  • Comunicação, economia criativa e organizações
  • Programação do Disco 2016
  • XX Encontro SOCINE 2016
  • Marco abre concurso de monitores
  • Exibições dos curtas da 17a edição do FestCurtas BH

IV Seminário Extensão e Comunicação

03/05/2016

Confira quem esteve no IV Seminário de Extensão e Comunicação 2016 – FCA PUC Minas