Curso fala sobre modelos de mineração, como abordar pessoas atingidas e estratégias de cobertura

Os crimes socioambientais da Vale, em Brumadinho, e da Samarco, na Bacia do Rio Doce, impôs ao jornalista mineiro a difícil tarefa de reportar os conflitos minerários. E o jornal Brasil de Fato Minas Gerais quer contribuir neste desenvolvimento. O Curso de Jornalismo em Conflitos Socioambientais – Estratégias de Cobertura pretende apresentar a experiência do jornal, assim como trazer um aprofundamento sobre o modelo de mineração, leis, realidade dos atingidos e abordagem psicológica.
Profissionais, estudantes e comunicadores poderão entrar em contato com inúmeras possibilidades de pauta de interesse ambiental, social e histórico. Assim como conversar sobre estratégias de desenvolvê-las. Leia mais sobre o curso ou nos contate: cursosmg@brasildefato.com.br / (31) 3213-3983. O curso se realiza dia 16 de março (sábado), das 8h às 17h, em Belo Horizonte. O investimento é de R$ 150 ou R$ 75 para estudantes.

Programação completa e assessores:

Curso Jornalismo em conflitos socioambientais – Estratégias de Cobertura
Dia 16 de março (sábado), das 8:30 às 17:00. Rua Sergipe, 893, Savassi, Belo Horizonte.
MANHÃ
Qual modelo de mineração se instalou em Minas Gerais? Maria Júlia Andrade, Movimento pela Soberania Popular na Mineração – MAM
Saúde e reparação: o crime depois do rompimento Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB
Mineração, licenciamento ambiental e Sistema de Justiça Larissa Oliveira, advogada popular e integrante do Coletivo Margarida Alves de Assessoria Popular
TARDE
Painel – Abordagem da imprensa nos casos de Bento Rodrigues e Brumadinho Equipe Brasil de Fato
Aspectos psicossociais: Como abordar e retratar o sujeito atingido? Mariana Tavares, coordenadora da comissão Psicologia nas Emergências e Desastres do CRP-MG
Estratégias de cobertura Joana Tavares, editora do Brasil de Fato MG
Investimento: R$ 150 / R$ 75 para estudantes
Mais informações: cursosmg@brasildefato.com.br / (31) 3213-3983 / Leia aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *