Folha de S.Paulo reúne um apurado sobre a pandemia pela visão de filósofos contemporâneos

A pandemia da Covid-19 transformou por completo a realidade e dia a dia do mundo como um todo. A ameaça repentina e mortal do novo coronavírus foi responsável pela instauração do isolamento social, um período cercado de muitas dúvidas e reflexões acerca da vida em si. Tal fenômeno passou a ser, então, objeto de análises e pesquisas de todas as ciências.

Diante desse cenário, o jornal Folha de S. Paulo elaborou um apurado de pontos de vistas e debates de filósofos contemporâneos sobre o momento de crise. As questões levantadas por grandes estudiosos, como os filósofos italianos Roberto Esposito e Giorgio Agamben, perpassam desde a economia à política, com indagações a respeito das ações e do poder do Estado em promover a segurança e conter o contágio da doença.

Agamben deu início a uma série de discussões ao publicar um artigo intitulado de “A intervenção de uma pandemia”. Neste, o filósofo debate temas como a mudança nas relações sociais e como o pânico em contrair o vírus criaria uma distância significativa entre os indivíduos, afirmando que “uma sociedade em permanente estado de emergência não pode ser livre”.

O roteiro produzido pela jornalista e mestre em filosofia da USP, Úrsula Passos, é um material essencial para compreender todas as transformações que vêm ocorrendo na sociedade desde o início da pandemia. Os embates provocam o senso crítico do leitor e uma consequente análise sobre o mundo contemporâneo.

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *