O dilema das redes: uma visão crítica do documentário via The Intercept Brasil

Foto: O dilema das redes (Reprodução/Netflix)

Frente a repercussão nas mídias sociais, a agência de notícias The Intercept Brasil produziu uma crítica a respeito do documentário da Netflix “O dilema das redes”. A jornalista Tatiana Dias aponta os principais pontos abordados pelo longa-metragem dentro do contexto do capitalismo e da manipulação tecnológica e dos usuários das redes sociais.

A análise se torna de fundamental importância levando em consideração a relevância do assunto em questão. O olhar crítico da jornalista serve como um alerta a mais para o perigo a espreita na internet e, sobretudo, nas redes sociais. Seu ponto de vista se reafirma ao destacar os depoimentos de ex-executivos envolvidos no processo de viciar e tornar as pessoas dependentes das tecnologias.

O artigo ainda crítica a ironia dos insiders buscarem corrigir os problemas criados por eles mesmos. Tatiana chega ao cerne da questão ao questionar o papel das tecnologias e seus recursos na vida da população de baixa renda. Nem todos têm condições de se libertarem e serem completamente independentes da internet e seus afins, já que é por meio deles que se conectam e fazem parte do mercado e suas interações. 

O documentário apresenta muitos problemas e não é capaz de propor soluções eficazes e tangíveis. A análise do Intercept aponta suas falhas mas não deixa de reconhecer o impacto de todo o conteúdo em seus espectadores. Para além, o longa fornece um apanhado de visões críticas e reflexivas sobre o próprio documentário e as intenções da plataforma de streaming ao produzí-lo. Mais atual que o dilema das redes, apenas o discurso as questionando. 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *