JFest – “Grande reportagem audiovisual: hoje na TV, e amanhã?”, com Guilherme Belarmino

O jornalista Guilherme Belarmino conta sua experiência como repórter no programa Profissão Repórter e na cobertura das áreas de polícia e segurança pública. Guilherme Belarmino
Repórter. Há doze anos, cobre políticas públicas de segurança e violações de direitos humanos, com foco em violência policial. Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e pós-graduado em Transmídia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), está há dez anos no Grupo Globo, onde atuou também na Globonews e no programa Fantástico, já cobrindo segurança pública e violência policial. Atualmente, trabalha no Profissão Repórter, da Rede Globo. Cobriu, in loco, nos últimos anos, as negociações de paz entre as FARC e o governo na Colômbia, a repressão ao tráfico de drogas e suas consequências na fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia, a expansão das milícias no Rio de Janeiro, a chacina contra trabalhadores rurais em Colniza (MT), a chacina contra jovens da periferia no Cabula (BA), o aumento de homicídios nas capitais brasileiras mais violentas, a mobilização de policiais a favor da legalização das drogas bem como as tentativas jurídicas de legalização do aborto e o tratamento a homens diagnosticados com o transtorno sexual de pedofilia entre outros. Em 2016, recebeu, integrando a equipe do Profissão Repórter, o Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos com uma edição especial sobre a Chacina de Osasco. Na ocasião, revelou detalhes dos ataques na periferia da Grande São Paulo e descobriu novas vítimas dos policiais militares e guardas civis.
Podcast: Palestras

Organização: Jornalismo PUC Minas
Palestrante: Guilherme Belarmino
Gravação: Matheus Schlittler
Edição: Alexandre Morato
Foto: Gabriel Werneck